Power Rangers Shattered Grid será explorado fora dos quadrinhos


Os quadrinhos de Power Rangers farão uma grande comemoração dos 25 anos da franquia com o crossover "Shattered Grid", que irá reunir diferentes equipes de Rangers para combater um mal em comum, Lord Drakkon. O arco ainda vai se cruzar entre as duas publicações da BOOM! Studios em Mighty Morphin Power Rangers e Go Go Power Rangers.

Com as celebrações começando em 21 de março na edição 25 de Mighty Morphin Power Rangers, o site Newsarama entrevistou os escritores das séries Kyle Higgins e Ryan, assim como o editor da BOOM! Studios Dafna Pleban e o produtor executivo da Saban Brian Casentini sobre esse grande evento.

Kyle, como esse evento surgiu? Qual foi a faísca para a ideia?

Kyle Higgins: Bem, começou como uma conversa com a criação do quadrinho, quando lançamos Mighty Morphin Power Rangers. Eu estava passando pelo meu cronograma de publicações do primeiro ano - a primeira longa história que eu tinha traçado - e pude olhar o potencial além daquilo, quando Bryce Carlson (editor da BOOM!) e Dafna Pleban (editor dos quadrinhos) disseram que o ano três seria o 25º aniversário da franquia.

Então começamos a traçar planos para basicamente fazer um evento que comemoraria a franquia e introduziria outras equipes de Rangers que os fãs tanto pedem. Eu peguei esta oportunidade para construir uma narrativa que levaria organicamente a esse lugar. Este é um grande evento que abrange os 25 anos de história da franquia de Power Rangers. Então será como um Crise nas Infinitas Terras, em que o evento se iniciará na edição 25, que será lançada em 21 de março acredito, frangmentando as coisas de uma maneira que outras equipes serão envolvidas. Eles se tornarão aliados e alvos dependendo o ponto de vista de quem estiver falando.

Brian, como a BOOM! Studios te abordou com o evento de “Shattered Grid” e quais foram seus primeiros pensamentos sobre?

Brian Casentini: A BOOM! Studios entende o que torna Power Rangers tão bom, então um desenvolvimento prévio com nossa equipe na Saban Brands é sempre um diálogo emocionante, e nossa reação inicial aos conceitos de Shattered Grid foi eletrica. Imagine uma sala com uns dos maiores fãs de Power Rangers conversando um com o outro e tendo grandes ideias - isso é a Saban Brands e a BOOM! Studios colaborando.

Você colaborou diretamente com Kyle e Ryan enquanto trabalhavam no projeto?

Casentini: Sim, a equipe da Saban Brands e eu trabalhamos com muita proximidade com Kyle, Ryan e o time da BOOM! Studios. Nós temos sorte em colaborar com pessoas talentosas como Kyle e Ryan que são fãs da franquia e por causa disto, trazem uma grande visão e habilidade para levarem a narrativa para novas e inesperadas direções. A equipe da Saban Brands está junto com eles guiando essa sinergia e conectividade da história da marca, enquanto contribui diretamente para o desenvolvimento de novas dimensões, personagens e mais. Como as equipes de Rangers, é preciso muito trabalho em equipe para criar esses quadrinhos, e estamos muito contentes com os resultados.

Dafna, qual foi sua experiência favorita ao trabalhar com esse gigante evento em Power Rangers?

Dafna Pleban: Nossa, por onde começar? O pico criativo com a Saban e ver tudo que eles têm planejado para o 25º aniversário? Ter o universo inteiro de Power Rangers para explorar com nossa equipe? Acompanhar Kyle e Ryan criarem uma história emocional e épica em tempo real? Ver Daniele Di Nocoulo e Dan Mora trazerem os personagens e mundos à vida? Biscoitos de graça nas reuniões? Não me faça escolher apenas um!

Quantas temporadas do passado você teve que maratonar para o projeto? Alguma temporada que não tinha visto antes de trabalhar em “Shattered Grid”?

Higgins: Eu nunca tinha assistido nenhuma delas para ser honesto. O ano passado para mim foi um mergulho profundo em episódios antigos, vídeos de recap, páginas de bio e perguntas para a Saban. Meus colegas do podcast Ranger Danger Mathew Groom e Michael Busuttil me ajudaram a me planejar para tirar o tempo para me imergir no legado dos Power Rangers.

Ryan Parrott: Eu sou um pouco preguiçoso, eu ainda não vi várias temporadas. Eu não vou mentir. Mas porque a minha série se passa dentro do universo da primeira temporada, eu tive muito menos dever de casa para fazer do que o Kyle.

O sucesso do Hyper RPG, Power Rangers Hyper Force - Foto: Reprodução internet

No ano passado, Power Rangers introduziu Hyper Force, uma série em vídeo de RPG, algum plano de combinar os quadrinhos com essa mídia?

Higgins: Eu definitivamente estou sabendo de Hyper Force. Eu acho que existe uma campanha no Twitter para me fazer interpretar o monstro Pumpkin Rapper, e por campanha no Twitter eu que dizer que estou sendo pressionado para interpretá-lo.

Definitivamente é muito legal, qualquer adição à franquia me agrada. Especialmente quando se usa esses personagens em uma mídia tão diferente. Eu devo dizer que por causa da natureza do que acontece na edição 25, a possibilidade está definitivamente na mesa para que os Rangers de Hyper Force aparecerem de alguma maneira.

Parrott: Eu acabei de assistir o episódio de Camelot e eu nunca tinha visto antes o conceito dessa série. É uma estranha combinação de jogo, teatro e improvisação. É fascinante! Mas eu acredito, posso estar errado, que Jen Scoot apareceu em algum episódio.

Higgins: Eu acredito que ela iniciou a série.

Parrott: Faz sentido, e é muito legal. É fascinante. Parecer ter espaço para muita coisa acontecer nessa série. É uma nova mídia!

Como é trabalhar em conjunto no projeto e combinar suas diferentes vozes de Go Go Power Rangers e Mighty Morphin Power Rangers para criar uma história coesa?

Higgins: Por sorte, eu e Ryan escrevemos juntos anteriormente. Nós dois temos um pequeno grupo de escritores que compartilhamos coisas, sejam quadrinhos, filmes ou TV, trocando ideias uns com os outros ou nos ajudando mutuamente. Nós nos conhecemos há 10 anos, nós estudamos juntos na faculdade e momentos diferentes. Eu convidei Ryan para algumas edições de Batman: Gates of Gotham, um dos mais maiores trabalhos da DC. Então nós colaboramos um com o outro em diferentes formas durante os anos. E foi absolutamente prazeroso.

Nós co-escrevemos para edição do Free Comic Book Day, nós esboçamos juntos e depois dividimos as cenas. Então cada um escreveu sua parte e depois montamos juntos. Foi ótimo! Eu acho que nossos editores não tinham certeza se ia funcionar inicialmente quando começamos a edição, mas depois ficaram muito satisfeitos quando entregamos um rascunho e o quão coeso estava e como eu e Ryan conseguimos trabalhar com o estilo um do outro.

Parrott: Sim, foi meio estranho porque eu lembro o dia que o Kyle entrou para Mighty Morphin Power Rangers, e estava encontrando o tom para a história, quando ele estava escrevendo a série ele ocasionalmente me dizia coisas aqui e lá. Então eu fiquei por dentro de toda a história desde seu início e de repente eu disse "Ei, então, eu vou escrever outro quadrinho chamado Go Go Power Rangers".

E nós pensamos "Meu Deus, nós realmente vamos fazer isso pra valer". Foi esse momento estranho que aconteceu de trabalharmos em algo juntos e chegarmos a conclusão que podia funcionar. Eu lembro quando você me contou sobre Shattered Grid. Eu pensei que soava muito impressionante e falei, espere um minuto, eu posso trabalhar nisso tá, bem agora. É muito divertido e colaborativo.

O processo parece muito com o de roteirização para televisão.

Higgins: Mas por menos dinheiro.

Ryan em Go Go Power Rangers e Kyle em Mighty Morphin Power Rangers tem vozes diferentes em seus títulos. Go Go Power Rangers focando no dia-a-dia dos Rangers e Mighty Morphin Power Rangers na mitologia da franquia. Como foi juntar estas vozes em Shattered Grid?

Pleban: Muito divertido! Kyle e Ryan lidam muito bem com o interior desses personagens e a capacidade de trabalhar os dois lados dessa realidade - o início, a formação em Go Go Power Rangers e a continuidade mais estabelecida em Mighty Morphin Power Rangers, vai enfatizar âmbito de Shattered Grid. Tudo e todos são afetados! Ser capaz de mostrar o impacto desses eventos nestas duas versões distintas da equipe será muito legal!

Já que Go Go Power Rangers e Mighty Morphin Power Rangers se passam em diferentes épocas nas carreiras dos Rangers, nós veremos duas versões diferentes dos Mighty Morphin Power Rangers?

Parrott: Sim, as épocas são diferentes. Mighty Morphin se passa nos dias modernos e a minha um pouco antes disto. Sim, eles serão separados, porque esta é a natureza de Shattered Grid, que se passará em diferentes realidades e dimensões. Isto nos proporcionou a habilidade de brincar com o tempo e espaço de diferentes maneiras que não pareça forçado.

Higgins: Nós podemos brincar com causalidade de uma maneira bastante interessante. Tem algo na estrutura do evento que realmente nos anima sobre como estamos traçando e como algumas linhas que serão desenvolvidas em Go Go no passado e potencialmente atualizar coisas no futuro.

Tem algum Ranger que vocês estão muito animados para introduzir?

Pleban: Absolutamente. Mas se dissermos quais será spoiler (risos).

Higgins: Dois dos meus favoritos de todos os tempos não são da equipe de Mighty Morphin que nós encontramos em Shattered Grid - Jen Scott e Lauren Shiba. Parte da diversão deste evento é fazer grupos diferentes. Rangers que você não espera que tenham uma dinâmica um com o outro de diferentes eras, mas que podem ter mais em comum que você inicialmente imaginou. É isso que me deixa realmente animado.

Como será um diálogo entre Jason Scott e Lauren Shiba? Ambos Rangers vermelhos de diferentes tempos. O que Doggie Cruger e Zordon conversariam? Dois mentores que experienciaram coisas semelhantes em alguns dias. Estas são as coisas que também animam o fã.

Higgins: Estou tentando ser um pouco modesto, mas teremos muitos times diferentes. Zeo, Espaço, RPM, SPD, Ninja Steel - estas são todas as equipes que terão papeis principais no evento. Em adição a outras equipes que não posso contar aqui, além de novos personagens. O Ryan está fazendo algo muito divertido em Go Go ao introduzir um novo personagem que ele pode falar mais sobre.

Parrott: Criando um personagem que não está na série de TV...

Higgins: Um novo Ranger.

Parrott: Sim, um novo Ranger que aparecerá na linha do tempo de Go Go. O que eu gosto sobre as possibilidades deste novo Ranger é que nos permite manter várias linhas de história que eu tenho levado para frente, que eu tenho me focado, isso ajuda a mantê-los na direção certa. Para isso são precisas várias histórias que eu gostaria de fazer da maneira certa. Essa foi a razão que eu queria fazer parte de Shattered Grid. Pois não atrapalha em nada que eu já estivesse fazendo.

Higgins: Está aprofundando o arco de cada Ranger.

Parrott: Funciona bem organicamente, Isso é minha coisa favorita, porque parecia bem difícil de fazer. Porque quando estes grandes eventos acontecem, algumas vezes os escritores precisam dar um grande passo e dizer, "Ok, quando o evento acabar volto para o que eu estava fazendo." Nós não precisamos fazer isso. Funcionou tão bem que até melhoramos o que estávamos fazendo.

Capa da edição #9 de Saban's Go Go Power Rangers que terá a nova Ranger - Foto: Reprodução internet

Kyle, excluindo os Rangers de Mighty Morphin, que são seus bebês, qual equipe é sua favorita?

Higgins: Eu acabei de dizer SPD em outra entrevista, mas acho que vou me auto-promover e dizer que a equipe que o Lord Drakkon está juntando é minha nova favorita interação de Power Rangers. Seu exército está crescendo e começará a incluir novos Rangers Sentinelas - como o Zeo Verde
e um Samurai Azul. O que significa para que esses Rangers terem esses poderes é algo que terão que descobrir lendo a história. Mas existe uma motivação profunda para Drakkon que vai além de apenas conquistar os Rangers e conseguir mais poder para o seu exército. Uma vez que chegarmos às motivações dele e quem ele é além de uma versão alternativa do Tommy Oliver, os fãs poderão aprender mais sobre ele.

Ryan, e a sua?

Parrott: Kyle me colocou para assistir SPD, então vou dizer SPD.

Matthew, o personagem que você criou para Go Go Power Rangers estará envolvido em Shattered Grid?

Parrott: Absolutamente sim. Matthew será uma grande parte de Shattered Grid. Ele tem um dos grandes papeis na história. O novo Ranger terá influência direta nessa história - eu direi isso.

Matthew e Tommy irão interagir? Se sim, ficaria estranho para a Kim.

Parrott: Você terá que esperar para ver, porque Tommy não está no meu mundo. Ele ainda não apareceu na minha linha do tempo. Isso seria complicado - não impossível - só muito complicado. É só isso que posso dizer sobre.

Nas duas séries, Rita é uma grande personagem. Vocês conseguiram explorar bem outros vilões de outras temporadas em Shattered Grid?

Higgins: Estou sendo cuidadoso com o que eu revelo aqui, mas se você considerar que Lord Drakkon está transitando entre linhas do tempo e outros universos, como Dino Charge, RPM, e que ele está caçando Rangers, então é fácil assumir que aqueles Rangers ainda estão ativos porque existem ameaças de vilões. Mas definitivamente tem um lado da história de Shattered Grid que mostra os efeitos de Drakkon nos mundos destas outras equipes de Rangers.

Quando o Lord Drakkon foi criado, os eventos de Shattered Grid sempre foram parte da jornada do personagem, Você esperava trazer ele de volta à narrativa de Power Rangers?

Higgins: Sim, o evento foi planejado em sua jornada. Se você observar sua introdução na edição 9, suas ações voltam à edição 0 quando Rita está trabalhando com ele, sem saber que ele é, para trazer o seu Zord (O Black Dragon) para derrotar os Rangers, Nós então o revelamos como o homem por trás dos planos na edição 9 e exploramos os aspectos do seu mundo nas edições de 11-14. Na edição 16 foi o fim para os Rangers do seu mundo, mas não nos aprofundamos em que ele realmente é, além da versão do Tommy Oliver que nunca ficou bom.

O plano sempre foi que todas as suas ações, desde a edição 0, estão acontecendo por algum motivo. É uma parte de uma narrativa maior de Drakkon e motivação que está culminando em Shattered Grid. Então esta uma maneira de dizer que nós conheceremos mais sobre ele neste evento, e eu acredito que os fãs poderão entender muito melhor sobre a ideia de que ele é mais do que uma versão alternativa do Tommy Oliver.

Você gostaria de ver Lord Drakkon ser interpretado na série de TV ou ver Jason David Frank interpretá-lo de alguma maneira?

Higgins: Eu adoraria isso! Eu acho que sempre que você puder criar algo para ser trazido para a realidade é emocionante! Eu sei que Jason ama o personagem. Seria demais se um dia víssemos Jason como Drakkon de uma maneira oficial, se eu puder escrever isso, melhor.

Shattered Grid irá impactar no especial de Super Ninja Steel?

Casentini: O que eu posso dizer é que vamos explorar elementos de Shattered Grid na franquia, então você nunca sabe onde e como isso pode ser integrado. Mas, independente de como será o aniversário, os fãs terão que esperar para assistir quando for lançado na Nickelodeon.

Kyle, há algumas edições você introduziu uma equipe de Power Rangers de 1960, e a interação de Grace com o time tem acontecido desde então. Você pode falar alguma coisa sobre o papel da Grace em Shattered Grid?

Higgins: Eu posso dizer que ela tem um papel na história e que é bastante natural quem ela é e sua companhia nesse quadrinho, e, finalmente, algumas das ações de Grace vão superar os eventos que aconteceram em 1969 na história.

Qual é o aspecto mais emocionante deste evento?

Casentini: Uma das melhores partes acontece no início. Nós sempre começamos com o fim em mente e com nossos parceiros, esperando responder a pergunta, "como podemos trazer algo novo e incrível para os fãs?". Para Shattered Grid, a resposta foi ser audacioso no primeiro evento crossover de quadrinhos de Power Rangers enquanto celebramos o aniversário de 25 anos da franquia.

Shattered Grid será uma parte da campanha Top 25 para o aniversário? Tem alguma merchandise planejado para Shattered Grid?

Casentini: Boa pergunta. Novos produtos serão adicionados à lista no "Top 25 para os 25th", mas é uma surpresa, então os fãs precisam checar o RangerNation.com todo dia 25 do mês e descobrir.

Shattered Grid é uma parte da celebração dos 25 anos de Power Rangers. Qual a sua memória favorita de Power Rangers?

Parrott: Memória favorita de Power Rangers? Esta não é minha favorita, mas é engraçada. Eu tive um pesadelo sobre um episódio da primeira temporada em que ele vão para o circo e Bobocaxi, o Palhaço está transformando todo mundo em papelões. Eu sonhei depois de ver o episódio que minha irmã era um papelão e o vilão estava despedaçando ela. Isso me traumatizou. Foi um dos sonhos mais assustadores que eu já tive, tudo por causa do episódio. Esta é uma das minhas primeiras memórias de Power Rangers.

Higgins: Eu tenho duas memórias favoritas quando criança. Eu estava descobrindo a série pela primeira vez, foi no episódio "Guerra de Comida". Foi o segundo ou terceiro episódio da série (foi o sexto episódio na verdade). Na época eu amava super heróis, amava quadrinhos, mas não era nada como é hoje com live actions na TV sobre super-heróis.

Então ver algo tão grande como Power Rangers foi muito animador, e alguma semanas depois vi um um comercial introduzindo um Power Ranger do mal que faria parte de um especial de cinco episódios e era insano. Até a ideia de cópias do mal era atraente para mim, um garoto de oito anos. Isso realmente me marcou - ver aquele primeiro comercial de "Verde de Raiva", e sabendo disso - você pode sentir - que mudaria tudo e mudou.

Shattered Grid será um grande arco nos quadrinhos e você pode acompanhar tudo sobre ele aqui no Mega Power Brasil.
Power Rangers Shattered Grid será explorado fora dos quadrinhos Power Rangers Shattered Grid será explorado fora dos quadrinhos Reviewed by Mega Power Brasil on sábado, fevereiro 10, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.