Destaques Mighty Morphin Power Rangers

Quadrinho da Ranger Rosa mostra a importância e força das personagens femininas

quarta-feira, junho 01, 2016Redação


Nada de lentidão no primeiro volume do quadrinho da Ranger Rosa, tem luta e transformação e atitude. Kimberly Hart, após deixar a equipe dos Power Rangers para ser ginasta, consegue alcançar seus objetivos em competições europeias quando se vê novamente envolvida em sérios problemas.

Ginasta de sucesso, Kim se pergunta onde se encontram sua mãe e seu padastro após vencer mais uma de suas competições. Preocupada, dirige até a cidade que onde moram em sua moto e descobre que todos os seus moradores desapareceram, incluindo sua mãe. Com a ajuda de um rapaz que também foi atrás da família, consegue pistas sobre os estranhos monstros que apareceram na cidade.

Kimberly tem uma "arma" secreta, digo entre aspas porque ela já apresentou seu arco e flechas quando resgatou o rapaz dos monstros, Zordon havia lhe dado um comunicador para emergências e, ao fazer contato com Zordon, descobre que os Rangers estão em uma missão fora da Terra e impossibilitados de ajudá-la.

O traço lembra muito a atriz original - Foto: BOOM! Studios

Zordon então concede-lhe o poder da Espada da Luz para que se torne a Ranger Rosa novamente. Assim, Kimberly parte em busca das pessoas desaparecidas e descobre que Goldar está por trás de tudo.

A primeira Ranger Rosa sente falta de seus dias de luta e amizade como uma Power Ranger. Como Kimberly sai da série ainda em Mighty Morphin e só retorna no filme de Power Rangers Turbo, temos um período de tempo que não sabemos o que realmente aconteceu com a personagem. Esse quadrinho cobre justamente este espaço de tempo e agora ficamos sabendo que ela andou muito ocupada.

Apesar de sentir falta dos dias de glória, Kim sabe que não é mais uma Ranger e não hesita em pedir a ajuda de Zordon e dos Rangers para resolverem o problema em uma cidadezinha da França. Isso é bem interessante, pois temos a sensação que os Rangers realmente atuam em todo o mundo e não só na Alameda dos Anjos ou em alguma dimensão espacial.

Zordon e Alpha 5 aparecem para aconselha-la e dizer que ainda possui poderes relacionados aos tempos de Ranger Rosa. Os dois são representados como hologramas tridimensionais, alta tecnologia que dificilmente veríamos em uma série dos anos 90. Assim, amparada pela Espada da Luz, Kimberly tem seus poderes reativados e transforma-se novamente em Ranger Rosa. Que cena linda.

O uniforme não é mais o mesmo, parece um uniforme tático. As cores são rosa, branco e preto, e o macacão tem mais desenhos que a roupa clássica. Obrigada por manterem o capacete intacto, tocou meu coração.

O novo uniforme tático da Ranger Rosa - Foto: BOOM! Studios

O traço é lindo e as cores leves. Gostei muito do filtro rosa que colocaram em muitas paisagens, nos deixa imersos em um quadrinho temático. A personagem foi desenhada com muita fidelidade à atriz original, Amy Jo Johnson e possui um ar jovial dando continuidade aos eventos da série. O quadrinho também traz muitas referências ao que aconteceu no seriado de TV, o que o torna bastante inteirado com o universo e canônico.

Kim continua destemida e confiante em suas habilidades. Power Rangers sempre foi uma série que deu destaque as mulheres, com episódios solo mostrando suas capacidades e habilidades de solucionar conflitos e defender a Terra. O novo quadrinho chega para reafirmar o que já sabíamos. O enfoque nas mulheres poderosas é bem vindo. Queremos histórias para nos inspirarmos, e nada melhor que a primeira Ranger Rosa para atestar esse fato.

Aguardo os próximos capítulos ansiosamente já que deixaram um bom cliffhanger e também espero que os quadrinhos cheguem no Brasil! Alô, Panini!

Por Kiki Bélico

Você também pode gostar

1 comentários

Parceiros

Apoio Apoio
Apoio