Destaques Power Rangers Dino Super Charge

Power Rangers Dino Super Charge | Review - Forgive and Forget

domingo, fevereiro 07, 2016Redação


O segundo episódio de “Dino Super Charge” não é tão impactante quanto o primeiro, mas traz alguns detalhes que se forem bem explorados, podem encorpar ainda mais a trama.

Em “Forgive and Forget”, o destaque vai para o personagem Riley que precisa mostrar que é bom suficiente para competir com um antigo colega. Enquanto isso Heckyl e Snide bolam mais um plano para roubar as Energems e destruir os Rangers.

O novo episódio começa trazendo de volta um antigo vilão que havia sido destruído, o Sting Rage, que comentários à parte têm um ótimo visual e podia ter sido mais aproveitado no episódio, ficando apenas de plano de fundo para a história de Riley e seu colega que se arrasta pelos vinte minutos e não convence tanto quanto outros plots que tivemos em Dino Charge.

Rivalidade antiga no novo episódio de Dino Super Charge - Foto: Reprodução internet

Heckyl parece ser mais interessante do que aparenta. Os verdadeiros motivos do personagem para conseguir as Energems ainda é um mistério, já sua contraparte maligna Snide mostra que não quer bolar um bom plano para rouba-las e irá atacar os Rangers caso surja uma oportunidade. Algo que me incomoda um pouco é o fato de Heckyl estar trabalhando com os Rangers usando um traje muito diferente, claro que temos Ivan, mas os Rangers já conhecem toda a história do cavaleiro, já Heckyl é outra história. Prefiro também acreditar que nos episódios seguintes, os produtores expliquem como Heckyl e Snide tornaram-se um só e o que ambos pretendem fazer com as pedras.

Ainda é difícil entender o que realmente Heckyl quer - Foto: Reprodução internet

A relação de Riley com o seu colega Burt me lembrou um pouco os antigos episódios da Saban onde tínhamos uma rivalidade entre o Ranger e outra pessoa mas que no final tudo seria resolvido pelo poder da amizade. Um ponto que devo ressaltar como positivo no episódio, foi o uso dos poderes da Energem enquanto estão destransformados, fico feliz que a produção não esqueceu que as pedras concedem poderes sobre humanos aos Rangers.

Visualmente o episódio surpreende. O trabalho que tiveram com as locações de Dino Charge e Dino Super Charge é brilhante e empolga quem assiste. Os cenários que vimos infinitas vezes em Samurai, Super Samurai, Megaforce e Super Megaforce não foram deixados de lado, mas agora são menos explorados e a produção deu espaço para novas locações. Os efeitos especiais continuam seguindo o mesmo ritmo e tivemos mais tomadas originais com Zords. Aos que interessam, Forgive and Forget é quase um episódio com cem por cento de metragem americana com exceção de uma cena de combate com Sting Rage e a luta principal com o Megazord.

A novidade do episódio é o novo modo de combate dos Rangers. Aparentemente o modo Dino Super Drive só pode ser usado dentro do Megazord, mas torço que assim como o modo Shogun de Super Samurai, em algum momento da temporada os heróis usem para derrotar algum inimigo. A armadura é uma extensão do “Dino Steel” mas cheia de detalhes que dão uma aparência mais agressiva aos Rangers.

O novo modo de combate é realmente de encher os olhos - Foto: Reprodução internet

Dino Super Charge ainda está no começo apesar de termos um segundo episódio abaixo da média que vimos na última temporada. Talvez se explorarem mais o novo vilão e seus motivos para conquistar o planeta e focar realmente no que precisa, teremos uma melhora significativa nos próximos episódios.

Você também pode gostar

0 comentários

Parceiros

Apoio Apoio
Apoio