Destaques Especial 22 anos

A origem secreta do show japonês que se tornou Power Rangers

sexta-feira, agosto 28, 2015Redação


A matéria de hoje que fecha o especial de 22 anos de Power Rangers foi retirada do site io9 e traduzida pelo Mega Power Brasil. É um material que os fãs e não fãs da franquia precisam ler.

Se você olha a figura acima, você provavelmente vai pensar em Mighty Morphin Power Rangers, heróis fantasiados que vêm lutando na TV em diferentes encarnações pelos últimos 20 anos – mas você estaria errado. Esses são na verdade Zyurangers, as estrelas da série de TV japonesa que deram origem a uma sensação global.

A conexão da Marvel com os Super Sentai


Sun Vulcan, o Super Sentai de 1981 - Foto: Reprodução internet

Kyoryu Sentai Zyuranger é conhecido como o progenitor de Power Rangers nos EUA – mas isso quase não aconteceu. As audiências americanas poderiam ter experimentado a onde de manias que acompanhou Mighty Morphin Power Rangers uma década antes – isso seria graças ao fundador da Marvel, Stan Lee.

Na década de 1970, a Marvel fez um acordo com a Toei, a produtora por trás dos shows de Tokusatsu dos “Sentais” – uma série infantil em live action com efeitos especiais sobre diferentes times de heróis mascarados superpoderosos lutando contra monstros. Sentai era um grande hit no Japão entre as décadas de 1960 e 1970.

Stan Lee viu essa oportunidade para trazer o conceito de Sentai para a América – e, em troca, ele emprestou alguns dos personagens mais icônicos dos quadrinhos da Marvel para a Toei criar shows para eles. O acordo entre a Toei e a Marvel criou quatro shows: O infame Homem-Aranha japonês, assim como três séries de Sentai chamadas Battle Fever J, Denshi Sentai Denjiman e Taiyo Sentai Sun Vulcan. O acordo deixou uma marca permanente na história dos Sentai: depois da introdução de um robô gigante em Homem-Aranha, a toei adaptou o conceito para todas as série de Sentai desde então, aumentou a escala da ação e tornando todo o gênero em “Super Sentai”.

O acordo, entretanto, não foi adiante – a relativa falha de Homem-Aranha fez Lee hesitar em conceder outros personagens da Marvel a Toei; a tentativa de adaptar Sun Vulcan para a América falhou, levando o acordo entre a Marvel e a Toei ao seu fim. Toei foi revigorada pela transação: graças a Marvel, os Sentai se tornaram Super Sentai e estavam alcançando um novo patamar de popularidade no Japão.

Surge Zyuranger

Apesar de vários Super Sentai terem alcançado o resto do mundo na década de 1980 – notoriamente Goggle V – nenhum deles chegou aos EUA. Levaria quase uma década para alguém fazer outra tentativa. Diferente dos planos da Marvel para Taiyo Sun Vulcan, a nova adaptação teria que ser algo muito mais extensivo do que dublar um dos shows da toei em Inglês. É ai que entra a Saban Entertainment.

Haim Saban, o diretor da Saban Entertainment, se dirigiu a Toei, oferecendo uma parceria para exibir o mais recente Sentai, Kyoryu Sentai Zyuranger, de 1992. Ele ficou fascinado com o conceito de Super Sentai depois de ver Bioman, de 1985. Mas, diferente da Marvel, Saban não queria o show completo: O pedido dele foi simplesmente usar as sequências de ação que foram filmadas para os 50 episódios de Zyuranger, para que a Saban pudesse construir uma série de ação em torno dessas cenas (e, mais importante, deter a maioria dos direitos sobre o novo show).

Zyuranger de 1992 que serviu de base para MMPR - Foto: Reprodução internet

Isso permitiu que a Saban desconsiderasse a maioria do enredo de Zyuranger e desenvolvesse uma história completamente diferente para inserir as cenas de ação. Originalmente, Zyuranger não era sobre pessoas modernas se tornando super-heróis, mas sobre um grupo de humanos que veio de uma civilização ancestral que existiu durante o tempo dos dinossauros, 170 milhões de anos atrás. Os 5 heróis – Boi, Mei, Dan, Goushi e Geki – foram deixados em um estado de suspensão motora após selar seu rival maligno, a bruxa Bandora, para acordar no Japão da década de 90 após a fuga da feiticeira. Cada herói representa uma das 5 “Bestas Guardiãs” pré-históricas, cujos poderes eram invocados para trazer robôs-dinossauro gigantes e enfrentar as forças alienígenas de Bandora, vindas de um planeta chamado Nemesis.

A Saban achou que, enquanto o uso das cenas de ação (onde todos os atores estão usando suas máscaras e uniformes, se tornando irreconhecíveis) iria poupar uma grande quantidade de dinheiro ao show, a história não iria ressoar com a audiência americana – e adaptar o conceito de Super Sentai já era um grande risco para a Saban após uma custosa disputa legal com a empresa Children’s TV, a DIC Entertainment, no ano anterior.

Power Rangers se tornou um fenômeno de proporções globais - Foto: Reprodução internet

Então Saban decidiu cortar completamente as outras cenas e filmar sua própria história, transplantando a ação para uma cidade fictícia na Califórnia e mudando o elenco principal para um grupo diversificado de “adolescentes com atitude” americanos: Jason, Kimberly, Zack, Billy e Trini, uma segunda estrela feminina, uma grande mudança em relação a Zyuranger. Trini substituiu o TigerRanger amarelo, Boi- motivo pelo qual o uniforme amarelo não possui uma mini saia como o uniforme rosa nas sequências de ação.

Certamente, outros elementos de Zyuranger permaneceram – Bandora se tornou Rita Repulsa, por exemplo – mas, para todos os propósitos, o novo show da Saban foi radicalmente diferente. Precisando de um novo nome para a série, a Saban preservou o “Ranger” de Kyoryu Sentai Zyuranger e transformou ele em Mighty Morphin Power Rangers.

Seguindo em frente

Para a surpresa da Saban, Power Rangers se tornou uma sensação da noite para o dia na América. Demandas pela série estavam em seu extremo – apesar das reclamações dos pais em relação a natureza violenta (e frequentemente explosiva) do show. Mas esse grande sucesso criou um grande problema para a Saban: Zyuranger, seguindo a tradição dos Super Sentai, durou somente um ano.

Depois de 50 episódios, Zyuranger foi substituído por um show completamente diferente, Gosei Sentai Dairanger, no mesmo ano em que Power Rangers foi ao ar nos EUA com 60 episódios planejados para a primeira temporada – e mais por vir, capitalizando o monstruoso sucesso que o show encontrou. A Saban rapidamente se encontrou em falta de cenas de ação para utilizar.

As novas cenas foram apelidadas de Zyu2 - Foto: Reprodução internet

Restou apenas uma opção: enquanto simultaneamente negociada os direitos para usar as filmagens de Dairanger, a Saban se dirigiu a toei e a produtora de fantasias de monstros Rainbow Productions para que eles fizessem uma meia temporada de cenas de ação e monstros usando as fantasias de Zyuranger, especialmente para serem usadas em Power Rangers. Em uma manobra sem precedentes, considerando a política de “uma-vez-e-acabou” da Toei para os Super Sentai no Japão, a empresa concordou em criar as cenas. O fato de que a filmagem estava sendo feita especificamente para Power Rangers permitiu que a Toei e a Saban introduzissem elementos para o show americano que não estavam presentes em Zyuranger, como uma relação romântica entre a Ranger Rosa e a sexta adição ao time, o Ranger Verde (chamado de Burai em Zyuranger, Tommy em Power Rangers).

As novas cenas foram completamente exauridas no início da segunda temporada de Mighty Morphin Power Rangers e, apesar das filmagens feitas nos EUA manterem os uniformes originais de Zyuranger para o elenco principal, a Saban passou a usar as filmagens de Dairanger e a série seguinte, Ninja Sentai Kakuranger, no resto das temporadas de Power Rangers.

Eventualmente, a Saban desistiu de estender a história original de Power Rangers e decidiu adotar a abordagem que a Toei tinha com Super Sentai, tendo os personagens, a história e os uniformes mudados a cada temporada independente, tornando a adaptação mais fácil. Apesar de isso ter sido a chave para tornar Power Rangers um fenômeno global, significa que o impacto direto de Zyuranger na franquia tinha terminado.

Zyuranger hoje

No ocidente, Zyuranger permaneceu como uma espécie de “segredo” para Power Rangers como uma franquia – era raramente mencionado, se é que foi reconhecido alguma vez, até recentemente, que a série mantinha uma relação com as séries de Super Sentai da Toei. De fato, apesar de mais de duas décadas de transmissão de Power Rangers na América, nenhum Super Sentai em sua forma original chegou aos EUA oficialmente.

Zyuranger hoje ganhou distribuição oficial nos EUA - Foto: Reprodução internet

Isso é, até esse ano: depois de anunciar um acordo com a Saban na San Diego Comic-Com em 2014, a Shout! Factory lançou a primeira versão oficial legendada de Kyoryu Sentai Zyuranger em DVD em Fevereiro de 2015, fazendo com que a série seja o primeiro Super Sentai a ser lançado oficialmente nos EUA. Podem ter levado 23 anos, mas os fãs americanos de Power Rangers podem finalmente conferir o show que deu início a tudo.

Você também pode gostar

0 comentários

Parceiros

Apoio Apoio
Apoio